06 julho 2011

TERAPIAS NATURAIS

     Quando falamos em terapias naturais, é comum nos depararmos com pessoas que não gostam de tomar remédios ou estão cansadas deles, visto que não encontram os resultados esperados e decidem tratar-se com recursos naturais.

     Porém há um aspecto importante a ser ressaltado, que essas terapias podem ser naturais, mas nem por isso são milagrosas, conforme alguns chegam a pensar. E também que são tratadas questões de ordem mais emocionais, ou seja, nessas terapias geralmente é instigado o âmago das doenças e como eliminá-las. Os terapeutas naturais compreendem que uma doença pode ser tratada de forma ortodoxa (medicação ou cirurgia) e a pessoa em seguida  produzir novamente a mesma doença, como vemos constantemente; isto se deve ao fato de que não foi tratada a origem da mesma (padrão mental/emocional).

     Como já dissemos em textos anteriores, nosso estado emocional tem fundamental responsabilidade na origem das patologias, até mesmo daquelas consideradas hereditárias (assunto que abordaremos mais adiante). O Dr. Chopra (médico endocrinologista indiano, radicalizado no Estados Unidos) apresenta sua teoria, que se vivemos sem os valores espirituais (amor, compaixão, perdão...) geramos os desequilíbrios.
"Viver sem amor, compaixão ou qualquer outro valor espiritual cria um estado de desequilíbrio tão grave que todas as células anseiam por corrigi-lo. Em última análise, é isso que existe por trás do início da doença".        
      Dr. Deepak Chopra.       
O Caminho da Cura
     A doença é um alerta do corpo, as células estão avisando que ele entrou em desequilíbrio, sem valores espirituais. E o que são esses valores? Fraternidade, amor, alegria, perdão, generosidade, criatividade...
     Quando faltam esses valores, a pessoa passa a ter uma vida com muito desamor. Portanto, o primeiro passo para adoecer é quando para de gostar de si própria e passa a se criticar, se rebaixar, se encher de culpa e medo, criar dramas, se considerar fracassada e sem oportunidades na vida.

     Concluindo, se sabemos que vivendo dessa forma em  completo desamor, estaremos criando desequilíbrios e doença, devemos então raciocinar que nosso modo de ver e viver a vida é nosso próprio remédio, ou seja, nós podemos ser nossa própria terapia.

     Como fazemos isso então? Buscando os valores latentes que temos e descuidamos, quer sejam amor, fé e esperança. São três sentimentos que precisam ser adubados para se fortalecerem.. São remédios naturais que trazem harmonia para o corpo voltar a se equilibrar.

     AMOR: para gerar mais alegria, contentamento e maior prazer de viver.
     : para acreditar na saúde mais que na doença, quando há descrença pode comprometer a saúde destruindo a pessoa, mesmo que tome remédios.
     ESPERANÇA: para se ligar às forças superiores de acordo com as crenças espirituais de cada um.

     Se você gostou desse artigo, poste seu comentário; se tem algo mais a acrescentar, fique à vontade, pois é um assunto importante que merece nosso estudo e aprofundamento.
  

Curando Nossas Vidas

Ieda Perez 
Reflexoterapeuta
(11) 9-8112.6811

Um comentário:

  1. Muito interessante e muito verdadeiro! Parabéns pelo seu blog!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...